AlmArdente

De tudo se fala do que possa habitar uma qualquer alma humana. Os amores e desamores, as artes e os vícios, os prazeres e as dores. Intensas banalidades, para miúdos e graúdos.

domingo, junho 03, 2007


A internet é um mundo!

Desta vez presto homenagem a esta grande teia que nos une a todos.

Para o bem e para o mal, na fortuna e na desgraça, todo o planeta é agora uma grande aldeia.

Em séculos passados, a descoberta que a Terra era redonda foi sem dúvida o grande boom! Permitiu uma demanda nunca antes vista em busca de novas terras, novos mundos. Era a conquista do planeta explorando o espaço desconhecido.

Hoje já não é tanto o espaço que interessa, mas sim o tempo. A busca é agora pela informação em tempo real. A omni-sapiência.

À internet tenho a agradecer muitas coisas boas na minha vida recente. E a maioria prende-se com o encontro de pessoas, pessoas que de certa forma imaginava perdidas de mim, e que agora encontrei. E como isso alterou o curso das coisas!

Sebinha, Dutra, Corvelo, Sarita, Inara, Ritinha, Caeiro, maninho, ... tanta gente! Uns e outros em diferentes alturas e com diferente grau de proximidade ou importância agora, mas se não fosse a internet, como vos encontraria?

O mundo está cada vez mais pequeno, mas apenas em termos de informação. Ainda sou dos que preferem o ar livre e a imensidão do espaço por descobrir. O vaguear, as viagens, a surpresa pelo desconhecido - o mundo pelos meus olhos sem ser através do monitor. Mas hoje presto homenagem à internet, por todas as coisas boas que traz até mim.

A net é um mundo!

3 Comments:

  • At 11:20 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    A internet também homenageia a ti e aos teus escritos que todos que te conhecem apreciam :) Espero um dia passar por uma montra de uma livraria e ver o teu nome numa capa, impresso a letras bem visíveis. Essa será a tua derradeira homenagem ao mundo; esse talento de compreender e reflectir a experiência humana deve tomar corpo e substância no papel ;)

     
  • At 2:22 da tarde, Blogger MêCê said…

    O meu nome em letras grandes numa montra de livraria... é tentador!
    Pode ser que me inspire um dia, quem sabe. Com comentários e incentivos destes, já não falta tudo :)

     
  • At 6:57 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    E o essencial, essa tua alminha única já existe há 31 anos. Portanto põe a caneta ao papel e faz nascer pequenas estrelas de luz em cada paragrafo e constelações inteiras num livro, porque o infinito é alcançavel na imaginação e nas palavras. Mas isso já tu sabias ;)

     

Enviar um comentário

<< Home