AlmArdente

De tudo se fala do que possa habitar uma qualquer alma humana. Os amores e desamores, as artes e os vícios, os prazeres e as dores. Intensas banalidades, para miúdos e graúdos.

terça-feira, abril 18, 2006

A minha Cannondale


Tenho uma Cannondale f600 de 2001, que é a menina dos meus olhos.
Quadro CAAD3; Suspensão Fatty de 80 mm com bloqueio; Travões Avid SD7; Pedais automáticos CODA; Guiador em carbono BBB; Espigão de selim em carbono ProMax; Cabos de travão Avid Flack Jacket; Aros Mavic; Cubos Deore; Transmissão XT e Pedaleiro CODA.
Tudo do bom e do melhor. Um assombro de bicicleta para passeios no mato, corridas de Cross-Country, subidas medonhas e para estar em exposição depois de lavada, toda bonita e a brilhar.
Um dia vou sucumbir à suspensão total e aventuro-me com uma Cannondale Scalpel ou uma Cannondale Rush. Mas sempre Cannondale. Sou um fiel seguidor da marca desde que me apaixonei pelos pormenores: Soldaduras polidas, tubos de geometria variável, wishbone, pinturas impecáveis e o principal de tudo, a suspensão muito própria da marca, que a distingue das demais.
É uma perdição!

4 Comments:

  • At 11:55 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Tenho uma Rush. Vale a pena o investimento :) :)

     
  • At 5:02 da tarde, Blogger bolotavoadora said…

    Linda sem duvida, sei que tás na margem sul, mas no Parque Florestal de Monsanto organizazam-se uns passeios bacanos, tenho detalhes no meu blog, passa por lá.
    Abraço.

     
  • At 12:22 da manhã, Blogger Galinha_Tonta said…

    a minha é actualmente a Specialized Stumpjumper FSR de 2004...

    temos que juntar as meninas no nosso "andaràNORA"...da última vez ainda andava com a negra...e o outro não queria sangria e acabou a brincar ao Sandokan!!!

     
  • At 11:17 da manhã, Blogger MêCê said…

    Monsanto, Arrábida, Nora City...
    Oque interessa é pedalar.
    Assim que o joelho funcione :)

     

Enviar um comentário

<< Home