AlmArdente

De tudo se fala do que possa habitar uma qualquer alma humana. Os amores e desamores, as artes e os vícios, os prazeres e as dores. Intensas banalidades, para miúdos e graúdos.

segunda-feira, dezembro 10, 2007


Terminou.
Ao fim de seis anos, uma das melhores séries de todos os tempos chegou ao fim, deixando toda a gente pendurada num final inconclusivo de imagens tensas e enervantes, ao som duma música sugestivamente empolgante: "Don't stop believing". Brilhante. Sentados no sofá, o nervoso miudinho tomou conta de nós à medida que o final se aproximava. E depois o vazio.
Vou ter saudades do Tony. E da Carmela, do Paulie, do Silvio... Dos tempos do Furio e da Adriana; De toda aquela cultura de anti-herói, os maus exemplos, os criminosos carismáticos e cheios de pinta. E aquele guarda-roupa!...
A televisão ficou irremediavelmente mais pobre.

2 Comments:

  • At 8:59 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Deixa lá...Eles voltam!o mais tardar em 2010 podes ir a L.A. vê-los no futuro Museu da Máfia.
    ...Por acaso acho que podiamos seguir o exemplo e pedir ao I.P.M. um «Museu do Futebol Português»! :P

     
  • At 11:03 da manhã, Blogger MêCê said…

    Por cá também temos alguns locais com potencial para instalar um museu da Mafia: Gondomar, Felgueiras e Oeiras, são para já os concorrentes de peso. E a ilha da Madeira, claro, que é a "nossa" Sicília :)

     

Enviar um comentário

<< Home