AlmArdente

De tudo se fala do que possa habitar uma qualquer alma humana. Os amores e desamores, as artes e os vícios, os prazeres e as dores. Intensas banalidades, para miúdos e graúdos.

segunda-feira, setembro 25, 2006

Do convívio

Desde sempre, vivo para conviver.
Se há coisa realmente estimulante e prazenteira, é reunir um grupo de amigos numa tarde de sol e poder discorrer horas a fio sobre coisas deste mundo e do outro. Conversamos e rimos, falamos em algazarra ou sussurramos segredos, mas sempre num ambiente de descontracção e alegria.
Estas reuniões são quase sempre potenciadas pela mesa, e a última delas, em minha casa, teve como pretexto um almoço de migas de espargos. Migas alentejanas feitas com espargos silvestres. Selvagens, apanhados pelos pais do Diab'Alma lá para os lados de Coruche. Apanhados na Primavera e congelados, que agora não é tempo deles. A acompanhar as migas, carne de alguidar, pois claro! Daquela chicha de porco bem temperada com pimentão e alho e frita em banha. Para desenfastiar, muita fruta, muita salada e tudo regado com um Fiuza branco, Chardonnay da região do Ribatejo. Desengane-se quem só bebe vinho tinto. Temos brancos divinais, como este.
Não faltou a mousse e o pão-de-ló, tudo caseiro pelas mãos duma amiga, a acompanhar Angelica do Pico.
Com amigas destas e tardes assim, para quê saír de casa?
É o convívio, pois claro. Seja aqui ou na Isle of Dogs, o que sabe bem é estar bem acompanhado e deixar o tempo passar...

2 Comments:

  • At 11:48 da tarde, Blogger panamá said…

    Foi o deleite, pelo manjar, pela conversa pelos amigos...diria mesmo, perfeito! Obrigada, minha jóia! beijoca boa.

     
  • At 10:15 da manhã, Blogger MêCê said…

    Ainda bem que gostaram. Está aberto o caminho a mais um combíbio... :)

     

Enviar um comentário

<< Home